Livro Morte e vida severina - João cabral de melo neto

2 Disponível em estoque

formato 13 x 20 cm . capa dura. livro em bom estado de conservação com as páginas amareladas devido ação do tempo; texto limpo... Coletânea de poemas – O Rio (1953), Morte e vida severina (1954-55), Paisagens com figuras (1955) e Uma faca sem lâmina (1955) – de João Cabral de Melo Neto publicados na década de 1950. Para Cabral, esta década foi crucial para a consolidação da linguagem que viria a refinar nos anos seguintes. No poema O Rio, Cabral trata do rio Capibaribe e de seu povo, só que, desta vez, sob uma ótica mais documental e narrativa. Já Morte e vida Severina, publicado pela primeira vez em 1956, é a obra mais popular e social do poeta. Retrata a fuga da seca de retirantes que seguem o curso do rio Capibaribe. Encenada dez anos depois de sua publicação, com música de Chico Buarque, recebeu diversos prêmios, como o do Festival de Nancy, na França. Em Paisagens com figuras (1955), o poeta mescla, nos poemas, descrições das paisagens de Pernambuco e da Espanha. Por fim, em Uma faca sem lâmina (1955), obra densa e excepcional, Cabral remete a um tema que lhe é caro: a composição poética....Coleção mestres da literatura contemporânea 37... E9 G2 Piso5

ISBN: 8501154571


Código de Barras: 8501154571


Origem: Nacional


Idioma: Português


Categoria: Livros


Autor: João cabral de melo neto


Título: Morte e vida severina


Editora: RECORD / ALTAYA


Ano: 1994


Assunto: Literatura Brasileira


Páginas: 135


Peso: 300 gramas


Conservação: Produto Usado



Descrição

formato 13 x 20 cm . capa dura. livro em bom estado de conservação com as páginas amareladas devido ação do tempo; texto limpo... Coletânea de poemas – O Rio (1953), Morte e vida severina (1954-55), Paisagens com figuras (1955) e Uma faca sem lâmina (1955) – de João Cabral de Melo Neto publicados na década de 1950. Para Cabral, esta década foi crucial para a consolidação da linguagem que viria a refinar nos anos seguintes. No poema O Rio, Cabral trata do rio Capibaribe e de seu povo, só que, desta vez, sob uma ótica mais documental e narrativa. Já Morte e vida Severina, publicado pela primeira vez em 1956, é a obra mais popular e social do poeta. Retrata a fuga da seca de retirantes que seguem o curso do rio Capibaribe. Encenada dez anos depois de sua publicação, com música de Chico Buarque, recebeu diversos prêmios, como o do Festival de Nancy, na França. Em Paisagens com figuras (1955), o poeta mescla, nos poemas, descrições das paisagens de Pernambuco e da Espanha. Por fim, em Uma faca sem lâmina (1955), obra densa e excepcional, Cabral remete a um tema que lhe é caro: a composição poética....Coleção mestres da literatura contemporânea 37... E9 G2 Piso5