Livro A vida como performance - o melhor das telas e dos palcos do século XX em 25 perfis brilhantes, por um mestre da frase e da observação - Daniel Piza

A vida como performance - o melhor das telas e dos palcos do século XX em 25 perfis brilhantes, por um mestre da frase e da observação
A vida como performance - o melhor das telas e dos palcos do século XX em 25 perfis brilhantes, por um mestre da frase e da observação
A vida como performance - o melhor das telas e dos palcos do século XX em 25 perfis brilhantes, por um mestre da frase e da observação

Kenneth Tynan foi o melhor crítico de dramaturgia da língua inglesa de sua época. ESpectador privilegiado de uma geração de gigantes do palco e das telas, soube como ninguém descrever os momentos gloriosos vividos pelo teatro inglês em meados do século XX. COmbinando o prazer da escrita com a precisão da análise, Tynan celebrizou-se pelas descrições sintéticas e penetrantes dos artistas que retratava e dos espetáculos que analisava. CRítico ácido da apatia que dominava o teatro inglês na década de 50, apoiou com entusiasmo a nova geração que entrava em cena naquele momento (John Osborne, Harold Pinter, Arnold Wesker). Este volume, organizado pelo jornalista Daniel Piza, que também assina o posfácio, mostra uma de suas facetas mais brilhantes, a de "retratista" dos grandes nomes artísticos de seu tempo. ALguns perfis são curtos, mas reveladores e marcados por frases brilhantes como: "O que um homem vê bêbado nas outras mulheres, vê sóbrio em Greta Garbo"; "[Marlene Dietrich] tem sexo, mas nenhum gênero em particular". OS perfis longos são mais detalhados e revelam os diversos matizes das carreiras de Ralph Richardson ou Louise Brooks, por exemplo. Tynan é tão hábil em traçar perfis que até personagens desconhecidos do leitor brasileiro parecerão instigantes. UM bom exemplo disso é o perfil do toureiro Antonio Ordóñez, uma verdadeira aula de tauromaquia e descrição: mesmo quem não entende ou não gosta de touradas lamentará não ter estado presente nas memoráveis arenas de Málaga ou Jerez de la Frontera. A vida como performance é o oitavo livro da coleção Jornalismo Literário que a Companhia da Letras publica desde 2002, com grandes nomes do jornalismo mundial que aproximaram reportagem e ficção com maestria. formato 14 x 21 cm . brochura. tradução de pedro maia soares...loja 1 - prédio - térreo

ISBN: 8535905928


Código de Barras: 9788535905922


Origem: Nacional


Idioma: Português


Categoria: Livros


Autor: Daniel Piza


Título: A vida como performance - o melhor das telas e dos palcos do século XX em 25 perfis brilhantes, por um mestre da frase e da observação


Editora: Editora Companhia das Letras


Edição: 1ª Edição


Ano: 2004


Assunto: Literatura Estrangeira


Páginas: 364


Peso: 900 gramas


Conservação: Produto Usado



Descrição

Kenneth Tynan foi o melhor crítico de dramaturgia da língua inglesa de sua época. ESpectador privilegiado de uma geração de gigantes do palco e das telas, soube como ninguém descrever os momentos gloriosos vividos pelo teatro inglês em meados do século XX. COmbinando o prazer da escrita com a precisão da análise, Tynan celebrizou-se pelas descrições sintéticas e penetrantes dos artistas que retratava e dos espetáculos que analisava. CRítico ácido da apatia que dominava o teatro inglês na década de 50, apoiou com entusiasmo a nova geração que entrava em cena naquele momento (John Osborne, Harold Pinter, Arnold Wesker). Este volume, organizado pelo jornalista Daniel Piza, que também assina o posfácio, mostra uma de suas facetas mais brilhantes, a de "retratista" dos grandes nomes artísticos de seu tempo. ALguns perfis são curtos, mas reveladores e marcados por frases brilhantes como: "O que um homem vê bêbado nas outras mulheres, vê sóbrio em Greta Garbo"; "[Marlene Dietrich] tem sexo, mas nenhum gênero em particular". OS perfis longos são mais detalhados e revelam os diversos matizes das carreiras de Ralph Richardson ou Louise Brooks, por exemplo. Tynan é tão hábil em traçar perfis que até personagens desconhecidos do leitor brasileiro parecerão instigantes. UM bom exemplo disso é o perfil do toureiro Antonio Ordóñez, uma verdadeira aula de tauromaquia e descrição: mesmo quem não entende ou não gosta de touradas lamentará não ter estado presente nas memoráveis arenas de Málaga ou Jerez de la Frontera. A vida como performance é o oitavo livro da coleção Jornalismo Literário que a Companhia da Letras publica desde 2002, com grandes nomes do jornalismo mundial que aproximaram reportagem e ficção com maestria. formato 14 x 21 cm . brochura. tradução de pedro maia soares...loja 1 - prédio - térreo

1 Disponível em estoque

R$ 48,00
Selo de garantia Megaleitores

A Garantia Megaleitores é certeza de que você receberá a sua encomenda ou seu dinheiro de volta!

SP - São Paulo

Frete Grátis

Milhares Títulos com Entrega Gratuita Para Todo o Brasil.

Pagamento Seguro

Processados por Wirecard, Paypal Adotam Os Mais Rigorosos Padrões de Segurança.

Especializado

10 Anos de Atuação como Livraria e Sebo Oferecendo o Melhor a seus clientes.

footer js: /home/mega/public_html/application/views/default/books/js.phtml