Livro Cardaços Brancos - David Vega

1 Disponível em estoque

formato 14 x 21 cm . brochura. livro usado em bom estado de conservação com as páginas amareladas devido ação do tempo leves desgastes nas bordas... Os primeiros skinheads, ao contrário do que todo mundo pensa, não surgiram na Alemanha e estavam longe de ser racistas politizados. Ainda na década de 60, na terra da rainha Elizabeth, derivada da cultura Mod, uma subcultura surgiu entre a classe operária necessitada de uma expressão para combater a exclusão. Os filhos de trabalhadores ingleses, imigrantes africanos e caribenhos, passaram a se reunir com um visual bem típico e alternativo. Eram caracterizados pelo corte de cabelo muito curto ou raspado, um estilo particular de se vestir, que incluía botas e suspensórios. Cultuavam a virilidade, a cerveja, o futebol. Ouviam música Ska e reggae jamaicana e jamais deixavam passar uma briga. Levar desaforo pra casa era sinônimo de covardia. A violência era considerada a mais alta manifestação viril.

ISBN: 9788560157228


Código de Barras: 9788560157228


Origem: Nacional


Idioma: Português


Categoria: Livros


Autor:David Vega


Título: Cardaços Brancos


Editora:Giostri


Edição: 1ª Edição


Ano: 2010


Assunto:Historia Geral


Páginas: 250


Peso: 900 gramas


Conservação: Produto Usado



Descrição

formato 14 x 21 cm . brochura. livro usado em bom estado de conservação com as páginas amareladas devido ação do tempo leves desgastes nas bordas... Os primeiros skinheads, ao contrário do que todo mundo pensa, não surgiram na Alemanha e estavam longe de ser racistas politizados. Ainda na década de 60, na terra da rainha Elizabeth, derivada da cultura Mod, uma subcultura surgiu entre a classe operária necessitada de uma expressão para combater a exclusão. Os filhos de trabalhadores ingleses, imigrantes africanos e caribenhos, passaram a se reunir com um visual bem típico e alternativo. Eram caracterizados pelo corte de cabelo muito curto ou raspado, um estilo particular de se vestir, que incluía botas e suspensórios. Cultuavam a virilidade, a cerveja, o futebol. Ouviam música Ska e reggae jamaicana e jamais deixavam passar uma briga. Levar desaforo pra casa era sinônimo de covardia. A violência era considerada a mais alta manifestação viril.