Livro O Fim dos Tempos - Samael Aun Weor

5 Disponível em estoque

formato 15 x 21 cm . brochura. livro usado em bom estado de conservação com as páginas amareladas devido ação do tempo leves desgastes nas bordas. Estamos, pois, meus caros irmãos brasileiros, no princípio do fim. Tudo o que se escreveu no Apocalipse de São João é para estes tempos. Em certa ocasião, minha Divina Mãe Kundalini, tomando a palavra, disse: “Já tudo está perdido. O mal do mundo é tão grande que já chegou ao céu. Babilônia, a Grande Rameira, a mãe de todas as fornicações e abominações da Terra, será destruída e de toda esta perversa civilização de víboras não ficará pedra sobre pedra”. (SAW in Mensagem ao Povo Brasileiro – 1976) A raça ariana, ao invés de evoluir, involuiu; sua corrupção agora é pior que a dos atlantes. Sua maldade é tanta que já chegou aos céus. A raça ariana será destruída para que se cumpra a profecia que Ra-Mu fez na submersa Atlântida: “Se eles se esquecerem que devem ser superiores não pelo que adquirem, mas pelo que dão, a mesma sorte lhes caberá” (referindo-se à atual humanidade). Os povos e as culturas da Idade da Pedra não são o princípio nem o fim do mundo; são apenas o declínio e a degeneração de riquíssimas civilizações anteriores.

ISBN: 9788562455148


Código de Barras: 9788562455148


Origem: Nacional


Idioma: Português


Categoria: Livros


Autor:Samael Aun Weor


Título: O Fim dos Tempos


Editora:Edisaw


Edição: 1ª Edição


Ano: 2011


Assunto:Esoterismo


Páginas: 185


Peso: 900 gramas


Conservação: Produto Usado



Descrição

formato 15 x 21 cm . brochura. livro usado em bom estado de conservação com as páginas amareladas devido ação do tempo leves desgastes nas bordas. Estamos, pois, meus caros irmãos brasileiros, no princípio do fim. Tudo o que se escreveu no Apocalipse de São João é para estes tempos. Em certa ocasião, minha Divina Mãe Kundalini, tomando a palavra, disse: “Já tudo está perdido. O mal do mundo é tão grande que já chegou ao céu. Babilônia, a Grande Rameira, a mãe de todas as fornicações e abominações da Terra, será destruída e de toda esta perversa civilização de víboras não ficará pedra sobre pedra”. (SAW in Mensagem ao Povo Brasileiro – 1976) A raça ariana, ao invés de evoluir, involuiu; sua corrupção agora é pior que a dos atlantes. Sua maldade é tanta que já chegou aos céus. A raça ariana será destruída para que se cumpra a profecia que Ra-Mu fez na submersa Atlântida: “Se eles se esquecerem que devem ser superiores não pelo que adquirem, mas pelo que dão, a mesma sorte lhes caberá” (referindo-se à atual humanidade). Os povos e as culturas da Idade da Pedra não são o princípio nem o fim do mundo; são apenas o declínio e a degeneração de riquíssimas civilizações anteriores.