Livro Notas dispersas pelas paredes - Ney Mourão

Notas dispersas pelas paredes
Notas dispersas pelas paredes

formato 14 x 21 cm . brochura. livro em ótimo estado; páginas limpas; miolo firme... Há quase 20 anos, quem andava pela cidade de Belo Horizonte sempre via pequenos poemas grafitados em seus muros, paredes e tapumes de construções. Em meio à correria do trânsito e à pressa indecifrável dos pedestres, lá estavam versos que se tornaram conhecidos. Surgiam com um encantamento que para muitos parecia magia e mistério. O primeiro, um pedido de (in)sanidade coletiva: Apague/ a rua/ que a lua/ tá linda. Junto à loja de doces, deliciosa confissão: Se fosses bolo/ eu te comeria assim/ com gosto/ sem confeito/ sem glacê. Em cada poema, uma assinatura: o Poeta a Procura de Editor. Como tantos humanos que buscam. Que buscam ideais. Que acreditam em sonhos. Ali estava, mais que poemas, um convite à crença, à busca! Gestos abusados de esperança. Na porta do maior jornal de Minas Gerais, um manifesto curto, grossamente impresso em tinta: Poesia, invada o Estado de Minas. O poeta brincou, assim, com os espaços e com a forma. Seus versos tinham a forma da cidade: às vezes caóticos, apressados. Em outras, romântico, como as frias madrugadas em que eram elaborados e, de pronto, afixados nas paredes. Vibrantes como canções. Notas dispersas que, agora, a Editora Autêntica traz para você. Os versos do jornalista e poeta Ney Mourão, que encontrou uma editora. Aqueles, da época dos grafites, e outros acordes, para seu deleite. Leia, como quem ouve música. Ouça, como quem lê poesia! e3g1p4 +1.5n

ISBN: 9788575263327


Código de Barras: 9788575263327


Origem: Nacional


Idioma: Português


Categoria: Livros


Autor: Ney Mourão


Título: Notas dispersas pelas paredes


Editora: Autentica


Edição: 1ª Edição


Ano: 2008


Assunto: Poesia


Páginas: 120


Peso: 200 gramas


Conservação: Produto Usado



Descrição

formato 14 x 21 cm . brochura. livro em ótimo estado; páginas limpas; miolo firme... Há quase 20 anos, quem andava pela cidade de Belo Horizonte sempre via pequenos poemas grafitados em seus muros, paredes e tapumes de construções. Em meio à correria do trânsito e à pressa indecifrável dos pedestres, lá estavam versos que se tornaram conhecidos. Surgiam com um encantamento que para muitos parecia magia e mistério. O primeiro, um pedido de (in)sanidade coletiva: Apague/ a rua/ que a lua/ tá linda. Junto à loja de doces, deliciosa confissão: Se fosses bolo/ eu te comeria assim/ com gosto/ sem confeito/ sem glacê. Em cada poema, uma assinatura: o Poeta a Procura de Editor. Como tantos humanos que buscam. Que buscam ideais. Que acreditam em sonhos. Ali estava, mais que poemas, um convite à crença, à busca! Gestos abusados de esperança. Na porta do maior jornal de Minas Gerais, um manifesto curto, grossamente impresso em tinta: Poesia, invada o Estado de Minas. O poeta brincou, assim, com os espaços e com a forma. Seus versos tinham a forma da cidade: às vezes caóticos, apressados. Em outras, romântico, como as frias madrugadas em que eram elaborados e, de pronto, afixados nas paredes. Vibrantes como canções. Notas dispersas que, agora, a Editora Autêntica traz para você. Os versos do jornalista e poeta Ney Mourão, que encontrou uma editora. Aqueles, da época dos grafites, e outros acordes, para seu deleite. Leia, como quem ouve música. Ouça, como quem lê poesia! e3g1p4 +1.5n

1 Disponível em estoque

R$ 20,00
Selo de garantia Megaleitores

A Garantia Megaleitores é certeza de que você receberá a sua encomenda ou seu dinheiro de volta!

Frete Grátis

Milhares Títulos com Entrega Gratuita Para Todo o Brasil.

Pagamento Seguro

Processados por Wirecard, Paypal Adotam Os Mais Rigorosos Padrões de Segurança.

Especializado

10 Anos de Atuação como Livraria e Sebo Oferecendo o Melhor a seus clientes.

footer js: /home/mega/public_html/application/views/default/books/js.phtml