Livro Memórias de sargento de milícias - Manuel Antônio de Almeida

Memórias de sargento de milícias
Memórias de sargento de milícias
Memórias de sargento de milícias

formato 12 x 18 cm . brochura. “O que há de extraordinário em Manuel Antônio de Almeida é justamente ter ele podido escrever assim, provido de qualidades de despojamento e precisão estranhas a seu tempo e sua idade.” Temístocles Linhares, em História crítica do romance brasileiro “O escritor que pela primeira vez escreveu como se fala no Brasil.” Marques Rebelo, autor de Vida e obra de Manuel Antônio de Almeida Publicado anonimamente em folhetins no Correio Mercantil do Rio de Janeiro, entre 1852 e 1853, este romance de Manuel Antônio de Almeida incorpora a linguagem das ruas, em um estilo jornalístico e direto, afastando-se dos padrões românticos da época. Obra pioneira na paisagem urbana, Memórias de um sargento de milícias retrata uma imagem descontraída e insinuante da sociedade, por meio de uma galeria de tipos: o menino malandro, a alcoviteira, o barbeiro, o compadre, a comadre, o mestre de cerimônias, a cigana e assim por diante. O protagonista da história é o malandro Leonardo, filho de Leonardo-Pataca e Maria da hortaliça, e as memórias da vida no Rio de Janeiro no tempo do rei D. João VI foram relatadas a Manuel Antônio de Almeida pelo sargento de milícias Antonio César Ramos. Esta edição da BestBolso ganhou prefácio do crítico literário, ensaísta e escritor André Seffrin e ilustrações de Maurício Veneza.

ISBN: 9788577991532


Código de Barras: 9788577991532


Origem: Nacional


Idioma: Português


Categoria: Livros


Autor: Manuel Antônio de Almeida


Título: Memórias de sargento de milícias


Editora: BESTBOLSO


Edição: 1ª Edição


Ano: 2010


Assunto: Literatura Brasileira


Páginas: 237


Peso: 900 gramas


Conservação: Produto Usado



Descrição

formato 12 x 18 cm . brochura. “O que há de extraordinário em Manuel Antônio de Almeida é justamente ter ele podido escrever assim, provido de qualidades de despojamento e precisão estranhas a seu tempo e sua idade.” Temístocles Linhares, em História crítica do romance brasileiro “O escritor que pela primeira vez escreveu como se fala no Brasil.” Marques Rebelo, autor de Vida e obra de Manuel Antônio de Almeida Publicado anonimamente em folhetins no Correio Mercantil do Rio de Janeiro, entre 1852 e 1853, este romance de Manuel Antônio de Almeida incorpora a linguagem das ruas, em um estilo jornalístico e direto, afastando-se dos padrões românticos da época. Obra pioneira na paisagem urbana, Memórias de um sargento de milícias retrata uma imagem descontraída e insinuante da sociedade, por meio de uma galeria de tipos: o menino malandro, a alcoviteira, o barbeiro, o compadre, a comadre, o mestre de cerimônias, a cigana e assim por diante. O protagonista da história é o malandro Leonardo, filho de Leonardo-Pataca e Maria da hortaliça, e as memórias da vida no Rio de Janeiro no tempo do rei D. João VI foram relatadas a Manuel Antônio de Almeida pelo sargento de milícias Antonio César Ramos. Esta edição da BestBolso ganhou prefácio do crítico literário, ensaísta e escritor André Seffrin e ilustrações de Maurício Veneza.

1 Disponível em estoque

R$ 34,61
Frete Grátis
De 5 a 7 dias em média
Selo de garantia Megaleitores

A Garantia Megaleitores é certeza de que você receberá a sua encomenda ou seu dinheiro de volta!

SP - São Paulo

Frete Grátis

Milhares Títulos com Entrega Gratuita Para Todo o Brasil.

Pagamento Seguro

Processados por Wirecard, Paypal Adotam Os Mais Rigorosos Padrões de Segurança.

Especializado

10 Anos de Atuação como Livraria e Sebo Oferecendo o Melhor a seus clientes.