Livro Quem Me Dera Ser Onda - Manuel Rui

5 Disponível em estoque

Quando Pai Diogo traz ao apartamento onde mora um leitão, o administrador do prédio quase tem um ataque. Esbraveja que no local são permitidos apenas os animais de estimação “convencionais”: cachorro, gato ou passarinho. Qualquer outro animal, como galinha, cabrito ou porco, só entra como alimento. Diogo ignora as reclamações do administrador e leva o pequeno porco à casa, com o intuito de engordá-lo bastante para aí então se livrar da mesmice que é comer peixe todo dia. Zeca e Ruca, os filhos de Diogo, se empolgam com a ideia de uma nova “linha alimentar” na casa e começam a cuidar do porco, a quem dão o nome de “Carnaval da Vitória” (época planejada para o sacrifício do pobrezinho). A duras penas as crianças conseguem esconder o animal do restante dos vizinhos e do insistente administrador, o que acaba gerando um punhado de histórias que fazem enorme sucesso entre os amigos de colégio. Mas Pai Diogo não esqueceu da “feijoada carnavalesca” e, para ele, o porco é apenas um porco. Dessa maneira, os meninos terão de fazer o máximo que puderem para impedir que seu mais novo amigo vá parar na mesa de jantar. Manuel Rui não conta apenas, com este livro, a história de uma amizade entre duas crianças e um porco. Na verdade, faz críticas aos revolucionários acomodados, à situação da distribuição de comida, do ensino, e à ineficiência dos oficiais de justiça e dos políticos do país.

ISBN: 9788583111085


Código de Barras: 1083179


Origem: Nacional


Idioma: Português


Categoria: Livros


Autor: Manuel Rui


Título: Quem Me Dera Ser Onda


Editora: Gryphus


Edição: 1ª Edição


Ano: 2018


Assunto: Literatura Infantojuvenil


Páginas: 80


Peso: 200 gramas


Conservação: Produto Novo



Descrição

Quando Pai Diogo traz ao apartamento onde mora um leitão, o administrador do prédio quase tem um ataque. Esbraveja que no local são permitidos apenas os animais de estimação “convencionais”: cachorro, gato ou passarinho. Qualquer outro animal, como galinha, cabrito ou porco, só entra como alimento. Diogo ignora as reclamações do administrador e leva o pequeno porco à casa, com o intuito de engordá-lo bastante para aí então se livrar da mesmice que é comer peixe todo dia. Zeca e Ruca, os filhos de Diogo, se empolgam com a ideia de uma nova “linha alimentar” na casa e começam a cuidar do porco, a quem dão o nome de “Carnaval da Vitória” (época planejada para o sacrifício do pobrezinho). A duras penas as crianças conseguem esconder o animal do restante dos vizinhos e do insistente administrador, o que acaba gerando um punhado de histórias que fazem enorme sucesso entre os amigos de colégio. Mas Pai Diogo não esqueceu da “feijoada carnavalesca” e, para ele, o porco é apenas um porco. Dessa maneira, os meninos terão de fazer o máximo que puderem para impedir que seu mais novo amigo vá parar na mesa de jantar. Manuel Rui não conta apenas, com este livro, a história de uma amizade entre duas crianças e um porco. Na verdade, faz críticas aos revolucionários acomodados, à situação da distribuição de comida, do ensino, e à ineficiência dos oficiais de justiça e dos políticos do país.

R$ 27,90
Selo de garantia Megaleitores

A Garantia Megaleitores é certeza de que você receberá sua encomenda ou seu dinheiro de volta!

SP - São Paulo

100%

Positivas



Frete Grátis

Mais de 10 mil Títulos com Entrega Gratuita Para Todo o Brasil.

Pagamento Seguro

Processados por Wirecard, Paypal Adotam Os Mais Rigorosos Padrões de Segurança.

Especializado

10 Anos de Atuação como Livraria e Sebo Oferecendo o Melhor a seus clientes.