Livro A Arte do Direito - Francesco Carnelutti

formato 11 x 17 cm . brochura. livro usado em bom estado de conservação com as páginas amareladas devido ação do tempo leves desgastes nas bordas... O leitvai notar que Francesco Carnelutti é o autque mais aprece em nosso Especial sobre obras fundamentais do Direito. Não é sem motivo, durante sua trajetória o autcontribuiu profundamente com texto fundamentais para o entendimento da área. Como é o caso deste A Arte do Direito, no qual Cernelutti busca responder as principais questões a cerca do assunto, tais como “O que é Direito”, o “O que é Lei” e etc. Carnelutti mostra sua grande admiração pum jurista considerado pele um verdadeiro artista do direito, Vittorio Scialoja. Também fala sobre a idéia de escrever um livro e a compara com um nascimento de uma árvore, que leva tempo. O autpassa a sensação de que a Arte e o Direito são duas coisas distintas, devido o rumo que seus estudos e sua vida profissional tomaram adverso do grande jurista já citado, e finalmente após todo este trâmite, refletiu e chegou à idéia de que a Arte e o Direito são ciências ou modos de enfrentar um único problema.

ISBN: 9788589919548


Código de Barras: 9788589919548


Origem: Nacional


Idioma: Português


Categoria: Livros


Autor:Francesco Carnelutti


Título: A Arte do Direito


Editora:Pillares


Edição: 1ª Edição


Ano: 2007


Assunto:Direito


Páginas: 127


Peso: 900 gramas


Conservação: Produto Usado



Descrição

formato 11 x 17 cm . brochura. livro usado em bom estado de conservação com as páginas amareladas devido ação do tempo leves desgastes nas bordas... O leitvai notar que Francesco Carnelutti é o autque mais aprece em nosso Especial sobre obras fundamentais do Direito. Não é sem motivo, durante sua trajetória o autcontribuiu profundamente com texto fundamentais para o entendimento da área. Como é o caso deste A Arte do Direito, no qual Cernelutti busca responder as principais questões a cerca do assunto, tais como “O que é Direito”, o “O que é Lei” e etc. Carnelutti mostra sua grande admiração pum jurista considerado pele um verdadeiro artista do direito, Vittorio Scialoja. Também fala sobre a idéia de escrever um livro e a compara com um nascimento de uma árvore, que leva tempo. O autpassa a sensação de que a Arte e o Direito são duas coisas distintas, devido o rumo que seus estudos e sua vida profissional tomaram adverso do grande jurista já citado, e finalmente após todo este trâmite, refletiu e chegou à idéia de que a Arte e o Direito são ciências ou modos de enfrentar um único problema.