Livro Nomes - Género, Etnicidade e Família - João de Pina Cabral e Susana de Matos Viegas

Nomes - Género, Etnicidade e Família

""O conhecimento dos nomes não é negócio de importância somenos," disse Sócrates. Nos nossos nomes está imersa a história de cada um mas essa história alarga-se, em círculos, muito para além de nós mesmos. É que "nomear também é acção": apelando e sendo apelado, a pessoa torna-se um ser auto-identificado responsabilizável. Esta recolha de ensaios sobre os nomes em português dedica-se a explorar a ética dos nomes, isto é, o encadeamento afectivo que subjaz ao reconhecimento identitário das pessoas. Como é que o nome atribui ligações básicas às pessoas (através da perfilhação)? Como é que o nome faz família? Como é que o nome estabelece género? Como é que o uso do nome remete para a identidade étnica (raça, etnicidade, etc.)? Como é que o nome veicula imagens dominantes sobre o valor da pessoa (consumo mediático, etc.)? Como é que o anonimato pode ser um factor de subalternidade ou mesmo, de repente, um factor terapêutico? As especificidades da tradição nominativa lusófona, que a demarcam de outras, não tinham recebido a atenção que merecem. Este livro abre novas perspectivas teóricas no estudo da pessoa mas também revela a importância que os nomes têm nas mais diversas áreas do comportamento sociocultural." Formato 16x23 cm. Brochura. Livro usado em bom estado de conservação com as páginas amareladas devido ação do tempo, leves desgastes nas bordas. Loja 1, Prédio Térreo, Estante 6 gaveta 8

ISBN: 9789724030609


Código de Barras: 9789724030609


Origem: Nacional


Idioma: Português


Categoria: Livros


Autor: João de Pina Cabral e Susana de Matos Viegas


Título: Nomes - Género, Etnicidade e Família


Editora: Almedina


Edição: 1ª Edição


Ano: 2007


Assunto: Crítica Literária


Páginas: 320


Peso: 500 gramas


Conservação: Produto Usado



Descrição

""O conhecimento dos nomes não é negócio de importância somenos," disse Sócrates. Nos nossos nomes está imersa a história de cada um mas essa história alarga-se, em círculos, muito para além de nós mesmos. É que "nomear também é acção": apelando e sendo apelado, a pessoa torna-se um ser auto-identificado responsabilizável. Esta recolha de ensaios sobre os nomes em português dedica-se a explorar a ética dos nomes, isto é, o encadeamento afectivo que subjaz ao reconhecimento identitário das pessoas. Como é que o nome atribui ligações básicas às pessoas (através da perfilhação)? Como é que o nome faz família? Como é que o nome estabelece género? Como é que o uso do nome remete para a identidade étnica (raça, etnicidade, etc.)? Como é que o nome veicula imagens dominantes sobre o valor da pessoa (consumo mediático, etc.)? Como é que o anonimato pode ser um factor de subalternidade ou mesmo, de repente, um factor terapêutico? As especificidades da tradição nominativa lusófona, que a demarcam de outras, não tinham recebido a atenção que merecem. Este livro abre novas perspectivas teóricas no estudo da pessoa mas também revela a importância que os nomes têm nas mais diversas áreas do comportamento sociocultural." Formato 16x23 cm. Brochura. Livro usado em bom estado de conservação com as páginas amareladas devido ação do tempo, leves desgastes nas bordas. Loja 1, Prédio Térreo, Estante 6 gaveta 8

Frete Grátis

Milhares Títulos com Entrega Gratuita Para Todo o Brasil.

Pagamento Seguro

Processados por Wirecard, Paypal Adotam Os Mais Rigorosos Padrões de Segurança.

Especializado

10 Anos de Atuação como Livraria e Sebo Oferecendo o Melhor a seus clientes.

footer js: /home/mega/public_html/application/views/default/books/js.phtml